Arvorismo da Chapada Imperial

postado em: Uncategorized | 0

Descrição da Atividade:

O monitor passa as orientações sobre os procedimentos técnicos e uso dos equipamentos. Sobe-se uma escada de madeira de aproximadamente  7m até a primeira plataforma no eucalipto principal, para então entrar nas pistas.

Cada pista possui suas características próprias, o que gera grau de dificuldade variado, cuja graduação é fácil, moderado e difícil.

A 1ª pista é a Ponte Tibetana – composta por dois corrimãos de cabo de aço e um cabo para pisar e atravessar a pista. Sua extensão é de 7m  o que torna sua graduação fácil.

2ª pista é a Ponte Pênsil – como o nome diz, ponte suspensa que balança. Sua extensão é de 32m  mantendo a altura de 8m, sendo a pista mais fácil do percurso.

3ª pista é Falsa Baiana – uma pista clássica, consiste em cabo de aço acima da cabeça para apoio das mãos e outro cabo para se equilibrar pisando. Sua altura é de 8m e a extensão é de 5m.

4ª pista Pinguela Móvel – são tocos roliços presos por cabos de aço nas extremidades e que os faz balançar para frente e para trás conforme se avança na pista. A dificuldade é moderada, sua extensão é de 7m.

5ª pista Patela – são várias rodelas de madeira que balançam muito, para frente, para trás e ao mesmo tempo giram em torno do próprio eixo. Possui extensão e altura de 9m.

Pista de Pneus – reutilizando pneus gastos, a pista é formada pela seqüência destes. Ela balança toda como se fosse uma onda. A dificuldade é fácil e a extensão é de 12m.

Teia de Aranha – é um pêndulo em que o praticante salta de uma plataforma preso por um cabo de aço e voa em direção a uma rede com formato de teia de aranha, a qual ele deve se agarrar para chegar à próxima plataforma. Esta pista trabalha fortemente o psicológico e seu grau de dificuldade é de moderado a difícil, dependendo de cada indivíduo. O pêndulo é de 4m a uma altura de 8m.

Cipó do Tarzan –  pisando em apenas um cabo de aço, são várias cordas penduradas no lado direito e esquerdo, que o praticante deve se agarrar para progredir na pista. Exige concentração, equilíbrio e muita confiança em si próprio. O grau de dificuldade é de moderada a difícil. Altura de 7m e 25 de extensão.

Quebra-Cabeça – è uma pista curta com apenas 6m de extensão, possui corrimão e vários apoios para os pés em posições diversas, exigindo a correta seqüência da pisada direita ou esquerda conforme evolução na pista, sob pena de ter que voltar a passada para mudar a posição da pisada. O grau de dificuldade é moderado, altura de 8m e 5m de extensão.

10ª Esqui Aéreo – são duas madeiras paralelas em forma achatada, que balançam para frente,para trás e para as laterais. A movimentação na pista é como de estivesse esquiando. É uma pista fácil, com 5m de extensão e 8 de altura.

11ª Trapézio – é uma pista longa mas de fácil travessia, possuindo 28m de extensão e 7m de altura. Consiste em pisar num trapézio que se movimenta pra frente para trás, e estão seqüenciados um após o outro.

Laerte Cardoso

Deixe uma resposta